Análise Interdiscursiva de Políticas Públicas: Reflexão Epistemológica

Autores/as

  • Viviane De Melo Resende Universidade de Brasília (CNPq)

Palabras clave:

Análise interdiscursiva de políticas públicas, análise de discurso crítica, análise argumentativa de políticas públicas. Interdiscursive analysis of public policies, critical discourse analysis, argumentative turn on public policy.

Resumen

O objetivo geral da discussão aqui empreendida é o desenvolvimento de um método para análise de políticas públicas com base nos estudos críticos do discurso, consolidando uma Análise Interdiscursiva de Políticas Públicas (AIPP), conforme Resende (2017). O método foi desenhado inicialmente em pesquisa realizada entre 2015 e 2016, junto ao Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento, Sociedade e Cooperação Internacional, a respeito do Programa Nacional do Livro Didático no Brasil (Quaresma; Resende, 2016). Neste texto, o método será discutido de maneira mais detalhada e será proposto como possibilidade de integração de projetos de pesquisa.

The general objective of the discussion here is to develop a method for the analysis of public policies based on critical discourse studies, consolidating an Interdiscursive Analysis of Public Policies (IAPP), following Resende (2017). The method was drafted in a research conducted between 2015 and 2016, together with the Graduate Program in Development, Society and International Cooperation, regarding the National Program of Didactic Book in Brazil (Quaresma; Resende, 2016). It will now be designed in a more detailed and proposed way as an investigative possibility for the purpose of project integration.

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.

Citas

ABRAÃO, J. (2014): O que é a Política Nacional de Participação Social. Instituto Ethos. Disponível na Internet: http://www3.ethos.org.br/cedoc/o-que-e-a-politica-nacional-de-participacao-social/#.WLHHGG8rLIU. Consultado em fev. 2017.

BHASKAR, R. (1998): Philosophy and scientific realism. En: ARCHER, M. et al.: Critical realism: essential readings. London; New York: Routledge. pp. 16-47.

– (2008): Dialectic: the pulse of freedom. London: Routledge.

BLOMMAERT, J. (2005): Discourse. A critical introduction. Cambridge: Cambridge University Press.

BECK, U. (1997): A reinvenção da política: rumo a uma teoria da modernização reflexiva. En GIDDENS, A.; ULRICH, G.; LASH S.: Modernização reflexiva: política, tradição e estética na ordem social moderna. São Paulo: Unesp, pp. 11-71.

CHOULIARAKI, L.; FAIRCLOUGH, N. (1999): Discourse in late modernity. Edinburgh: University Press.

DAROIT, D. (texto inédito): Desenvolvimento, ação pública e transversalidade dos instrumentos de gestão: o Programa Bolsa Família em questão.

FAIRCLOUGH, N. (2013): “Critical discourse analysis and critical policy”, Critical Policy Studies, 7(2), pp. 177-197.

FISCHER, F. (2016): “Where does the argumentation in the design processes of policy instruments?”. Conferência, Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento, Sociedade e Cooperação Internacional, Universidade de Brasília.

FLICK, U. (2009): Desenho da pesquisa qualitativa. Porto Alegre: Artmed.

KEATING, C. (2015): “Migrações, trajetórias e experiências de linguagem”. Comunicação pessoal em minicurso ministrado no I Congresso Internacional de Lingüística Aplicada Crítica. Brasília: Universidade de Brasília.

LASCOUMES, P.; LES GALES, P. (2007): “Understanding public policy through its instruments – from the nature of instruments to the sociology of public policy instrumentation”, Governance: An International Journal of Policy, Administration and Institutions, 20 (1), pp. 1-21.

LELLES, K. C. (2017): A reforma do ensino médio: uma análise interdiscursiva de política pública. Projeto de pós-doutoramento em andamento. Programa de Pós-Graduação em Linguística. Universidade de Brasília.

MIGNOLO, W. D. (2003): Histórias locais/Projetos globais: colonialidade, saberes subalternos e pensamento liminar. Belo Horizonte: UFMG.

PARDO ABRIL, N. G. (2012): Discurso en la web: pobreza em YouTube. Bogotá: Universidad Nacional de Colombia.

PARDO, M. L. (2012): Asociación discursiva entre pobreza y delito em um programa televisivo reproduzido em YouTube. In: N. G. Pardo Abril. Discurso enla web: pobreza em YouTube. Bogotá: Universidad Nacional de Colombia, 2012. pp. 270-294.

QUARESMA, J.; RESENDE, V. M. (2016): A construção pedagógica da alteridade: representações de gênero no contexto da “formação cidadã”. En Guerra, V. et al.: Sociedades contemporâneas: diversidade e transdisciplinaridade. Campinas: Pontes, pp. 87-114.

RAMALHO, V.; RESENDE, V. M. (2011): Análise de discurso (para a) crítica: o texto como material de pesquisa. Campinas: Pontes.

RESENDE, V. M. (2009): Análise de discurso crítica e realismo crítico. Campinas: Pontes.

RESENDE, V. M. (2013): “Media, sexual exploitation of children and the National Street Children’s Movement in Brasília: an analysis of texts’ social effects”, Critical Discourse Studies, 10 (3), pp. 263-274.

RESENDE, V. M. (2017a): Reflexões teóricas e epistemológicas quase excessivas de uma analista obstinada. En: RESENDE, V. M.; REGIS, J. F.: Outras perspectivas em análise de discurso crítica. Campinas: Pontes. pp. 11-52.

RESENDE, V. M. (2017b): Abordagem teórico-metodológica para análise interdiscursiva de políticas públicas. En ACTAS: Investigação Qualitativa em Ciências Sociais//Investigación Cualitativa en Ciencias Sociales, Volume 3 – Ciencias Sociales, pp. 2012-2020.

RESENDE, V. M.; SILVA, R. B. (2016): “Critical discourse analysis: voice, silence and

memory – one case about public sphere”, Critical Discourse Studies, 13 (4), pp. 397-410.

RODRIGUES, R. R. (2017): Movimento Escola sem Partido: política pública, discursos, gêneros e estilos – uma proposta em Análise de Discurso Crítica. Projeto de doutoramento em andamento. Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento, Sociedade e Cooperação Internacional. Universidade de Brasília.

RODRIGUES, R. R.; RESENDE, V. M. (2017): “Mensagem de fim de ano” e “blitz” em escolas: uma análise sobre discurso, violência e ameaça no Programa Escola sem Partido no Brasil. Trabalho apresentado no XXII Congresso Internacional da ALED. Santiago, Chile: Universidad Católica.

SILVA; R. B.; RESENDE, V. M. (2016): Seletividade, racismo e o poder configurador do sistema penal: precisamos (voltar a) falar sobre Rafael Braga Vieira. Le monde diplomatique, novembro de 2016.

SOUSA SANTOS, B. (2016): “A democracia difícil: é possível um novo contrato social?” Aula magna, Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento, Sociedade e Cooperação Internacional; Programa de Pós-Graduação em Direitos Humanos, Universidade de Brasília.

SOUZA, C. (2006): “Políticas públicas: uma revisão de literatura”, Sociologias, 8(16), pp. 20-45.

VAN DIJK, T. (2001): Critical Discourse Analysis. En TANNEN, D.; SCHIFFRIN D.; HAMILTON H.: Handbook of Discourse Analysis. Oxford: Blackwell. pp. 352-371.

Descargas

Número

Sección

MONOGRÁFICO