A mídia e a construção de uma nova representação social do idoso

Autores/as

  • Simone Antoniaci Tuzzo
  • Claudomilson Fernandes Braga

Palabras clave:

Pesquisa cualitativa, Análise Crítica de Discurso, Idoso, storytelling, sentidos. Qualitative research, Critical Discourse Analysis, Old man, Storytelling, feelings.

Resumen

O acelerado envelhecimento da população mundial e em especial no Brasil e sua participação na sociedade brasileira e por consequência a sua ressignificação no discurso midiático são pontos fundamentais neste trabalho que analisa a postura das organizações para a formação da opinião pública em relação ao tema. A partir do método de pesquisa qualitativa e tendo como referência analítica a ADC – Análise de Discurso Crítica o artigo tem como corpus as campanhas veiculadas no Brasil pelo Banco Itaú e pelo Burger King, desenvolvidas a partir da prática de storytellings, cujos resultados indicam que, além de um novo significado atribuído ao público idoso, os sentidos impingidos nas campanhas também despertam emoções que reforçam a nova postura das organizações e das marcas diante de uma nova e definitiva realidade social.

 

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.

Citas

BEZERRA, Ada Kesea G. (2006): A construção e reconstrução da imagem do idoso pela mídia televisiva. Programa de Pós-Graduação em Sociologia. Universidade Federal de Campina Grande. Disponível em: <http://bocc.unisinos.br/pag/guedes-ada-imagem-idoso-midia-televisiva.pdf>. Acesso em: 05 Jan 2017.

BOSI, Ecléa. (1994): Memória e sociedade: lembranças de velhos. São Paulo: Companhia das Letras.

BRAGA, Claudomilson Fernandes; Campos, Pedro Humberto Faria. (2016): Representações sociais e comunicação: a imagem social do professor na mídia e seus reflexos na (re)significação identitária. Goiânia: Editora Kelps.

CHIZZOTTI, Antonio. (1991): Pesquisa em Ciências Humanas e Sociais. São Paulo: Cortez.

COGO, Rodrigo Silveira. (2012): Da memória ao Storytelling: em busca de novas narrativas organizacionais. Dissertação de Mestrado. USP: São Paulo.

CORREA, Mariele Rodrigues. (2009): Cartografias do envelhecimento na contemporaneidade: velhice e terceira idade. São Paulo: Editora UNESP.

FAIRCLOUGH, N. (2003): Analysing Discourse: textual analysis for social research.London: Routledge.

FERREIRA, Matheus: (2017).King Senior: Burger King aposta no público com mais de 70 anos. Disponível em: <http://geekpublicitario.com.br/17855/burger-king-senior/>. Acesso em: 10 fev 2017.

FIGUEIREDO, Adma Hamam de (Org.). (2016): Brasil: uma visão geográfica e ambiental no início do século XXI. Rio de Janeiro: IBGE, Coordenação de Geografia.

FIGUEIREDO, Lívia Marques Ferrari de; Tuzzo, Simone Antoniaci (2011): Célebre sociedade. Goiânia: Kelps.

FLICK, Uwe. (2009): Introdução à pesquisa qualitativa. Porto Alegre: Artmed.

GOLDMANN, Lucien. (1980): Ciências Humanas e Filosofia. São Paulo: DIFEL.

GUARESCHI, Pedrinho A. (Org.). (2000): Os construtores da informação: Meios de comunicação, ideologia e ética. Petrópolis, RJ: Vozes.

HAVELAIS, Alexandre. (2011): Prefácio. In: Fragoso, Suely et al. Métodos de pesquisa para internet. Porto Alegre: Sulinas.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. (2017): Disponível em: <http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/censo2010/default.shtm>. Acesso em: 12 fev 2017.

ITAÚ – Itaú reúne vloggers e vovloggers em chá Digitau.(2016): 18 de julho de 2016. Agito SP. Disponível em: <https://edutakashi.wordpress.com/2016/07/18/itau-reune-vloggers-e-vovloggers-em-cha-digitau/#jp-carousel-22930>. Acesso em: 11 fev 2017.

JODELET, Denise. (1997): Representações Sociais: um domínio em expansão. In: JODELET, D. (Org.). As representações Sociais. Tradução: Lílian Ulup. Rio de Janeiro: EdUERJAbric, J. C..

KERCJHOVE, Derrick de. (2009): A Pele da Cultura. São Paulo: Annablume.

______ (2016): Prefácio. In: Tuzzo, Simone Antoniaci. Os sentidos do impresso. Goiânia: Gráfica UFG.

MCLUHAN, Marshall. (1977): Entrevista concedida ao programa MondayConference – ABC, Austrália, em junho de 1977. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=fvRMpS-aGLE>. Acesso em: 15 jan 2017.

MAGALHÃES, Izabel. (2005): Introdução – A análise de discurso crítica. DELTA, São Paulo 21: Especial, p. 1-9.

MARCONI, Marina de Andrade; Lakatos, Eva Maria. (1986): Técnicas de Pesquisa. São Paulo. Editora Atlas.

______ (2007): Metodologia do trabalho científico. São Paulo: Editora Atlas, 7ª ed.

MINAIO, Maria Cecília de Souza. (2000): O desafio do conhecimento: Pesquisa qualitativa em Saúde. São Paulo: Hucitec.

MORIN, Edgar. (2005): O método 4: As ideias. Porto Alegre: Sulinas.

MOSCOVICI, Serge. (2003): Representações sociais: investigações em psicologia social. Petrópolis: Vozes.

REDAÇÃO ADNEWS. Fase da campanha de Natal do Itaú. (2016): Disponível em: <http://adnews.com.br/internet/itau-reune-vloggers-e-vovloggers-em-cha-digitau.html>. Propmark. 19 de dezembro de 2016. Acesso em: 11 fev 2017.

TRUJILLO FERRARI, Alfonso. (1982): Metodologia da pesquisa científica. São Paulo: McGraw-Hill do Brasil.

TUZZO, Simone Antoniaci. (2016): Os sentidos do impresso. Goiânia: Gráfica UFG.

TUZZO, Simone A.; BRAGA, Claudomilson Fernandes. (2016): O metafenômeno no processo de triangulação da pesquisa qualitativa. Atas – Investigação Qualitativa em Ciências Sociais. 5º Congresso Ibero-Americano em Investigação Qualitativa (CIAIQ2016). Disponível em: <http://proceedings.ciaiq.org/index.php/ciaiq2016/article/view/936>. Acessoem: 10 out 2016.

______ (2017): A ressignificação do idoso no discurso midiático brasileiro. Atas. Investigação Qualitativa em Ciências Sociais. Volume 3. 6º Congresso Ibero-Americano em Investigação Qualitativa (CIAIQ2017). Disponível em: <http://proceedings.ciaiq.org/index.php/ciaiq2017/article/view/1418>. pp. 449-458. Acesso em: 16 out 2017.

Número

Sección

MONOGRÁFICO