CHÃO DA CIDADE: PERMANÊNCIA E TRANSFORMAÇÃO. DE METÁFORA A IMPRESSÃO DIGITAL DA CIDADE / The city ground: permanence and transformation. From the metaphor to the digital imprinting of the city

Autores/as

  • Francisco do Nascimento e Oliveira Facultade de Arquitectura. Universidade Técnica de Lisboa.

DOI:

https://doi.org/10.12795/ppa.2011.i4.09

Palabras clave:

Chão, Lisboa, Lugar, Espaço Público, Plan, Lisbon, Place, Public Space.

Resumen

RESUMO Assumindo-se como uma reflexão sobre a transformação e permanência da arquitectura da cidade, guiada pela experiencia litúrgica dos caminhos pisados, a leitura do Chão da cidade surge como um processo relacional entre os diversos lugares, revela-nos um sistema de articulação e estruturação em rede, que se aborda ao nível da definição do conceito, ao nível da formação da sua identidade e finalmente ao nível da crítica e criatividade do projecto como fundamento de cidade. Assim e partindo da questão de como é e como se revela ou caracteriza o Chão da cidade, explora-se o conceito de Chão como uma rede sistémica de espaço público, assumindo esse mesmo espaço como uma espécie de impressão vivencial, onde o Chão da cidade se afirma como uma metáfora de reposicionamento conceptual perante as contingências urbanas actuais, assumido como um princípio agregador do espaço urbano, reestruturador da urbanidade, e da eficácias estética e ética das cidades. Uma espécie de matriz espacial, fundada sobre a criação de uma rede de coesão cívica, uma espécie de impressão digital urbana.

SUMMARY Being assumed as a reflection on the transformation and permanence of the city, guided by the liturgical experience of the trodden paths, the reading of the City Ground emerges as a process of relating the various locations. It shows us a system of networked articulation and structuring, studied at the level of concept definition, at the level of the formation of its identity and, finally, at the level of criticism and creativity of the project as a foundation of the city. Thus, and starting from the question of what it is and how the City Ground is revealed or characterized, the concept of the plan is explored as a systematic network of public spaces. This same space assumes a kind of living imprint, where the city ground is stated as a metaphor for conceptual repositioning in the face of current urban contingencies, taking it as a primary aggregator of urban space, restructurer of urbanity and of the aesthetic and ethical efficiencies of the cities. A kind of spatial matrix founded on the creation of a network of civic cohesion, a kind of urban digital imprinting.

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.

Métricas

Cargando métricas ...

Biografía del autor/a

Francisco do Nascimento e Oliveira, Facultade de Arquitectura. Universidade Técnica de Lisboa.

Francisco do Nascimento e Oliveira (1970, Lisboa), Arquitecto pela Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa (FA-UTL) em 1993. Mestre em Arquitectura da Habitação, pela FA-UTL em 2001. Obteve do Diploma de Estudios Avanzados em Urbanistica y Ordenación del Território pela Escuela Técnica Superior de Arquitectura de Barcelona (ETSAB-UPC) em 2006. Em 2008, obteve o grau de Doutor em Arquitectura pela FA-UTL. Exerce actividade como arquitecto e urbanista desde 1993. Foi Bolseiro de Investigação da Fundação para a Ciência e Tecnologia. É Professor do Departamento de Tecnologias da FA_UTL onde lecciona desde 1999, exercendo presentemente o cargo de Vice-Presidente do Conselho de Escola. É membro permanente do Centro de Investigação em Arquitectura Urbanismo e Design (CIAUD) onde desenvolve a sua actividade de investigador.

Citas

Bohigas, Oriol: Contra la Incontinencia Urbana – Reconsideración Moral de la Arquitectura y la Ciudad. Barcelona: Electa, 2004.

Boyer, M. Christine: Cybercities - Visual Perception in the Age of Electronic Communication. New York: Princeton Architectural Press, 1996.

Boyer, M. Christine: The City of Collective Memory - Its Historical Imagery and Architectural Entertainments. Cambridge, Massachusetts, London: The MIT Press, 1994.

Calvino, Italo: As Cidades Invisíveis. Lisboa: Editorial Teorema, 1990 (trad. de Le Città Invisibili, s.l., Palomar s.r.l., s.d.).

Careri, Francesco: El andar como Prática Estética - Walking as an Esthetic Practice. Barcelona: Editorial Gustavo Gili, S.A., 2002.

Gandelsonas, Mario: Urbani – X-Urbanism: Architecture and the American City. New York: Princeton Architectural Press, 1999.

López, Jaume Barnada I. La Ciutat como Diagrama de Llocs Públics. Barcelona, ETSAB - Universidad Politécnica de Cataluña, 2002, Tese de Doutoramento no Departamento de Composição Arquitectónica da Universidad Politécnica de Cataluña (suporte digital).

Lynch, Kevin: A Imagem da Cidade. Lisboa: Edições 70, 1988.

Oliveira, Francisco: “O Chão da Cidade: O Plano Esquecido”. En ARTiTEXTOS 03 - Arquitectura, Urbanismo, Design e Moda. Lisboa: CEFA - Centro Editorial da Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa, 2006. pp. 143-147.

Oliveira, Francisco: O chão da cidade o plano esquecido: a arquitectura do chão e formação de uma impressão digital urbana, o caso de Lisboa. Universidade Técnica de Lisboa, Faculdade de Arquitectura, Área de Arquitectura, octubre 2008.

Pallasmaa, Juhani: Los Ojos de la Piel – La arquitectura e los sentidos. Barcelona: Editorial Gustavo Gili, SL, 2006 (trad. de The Eyes of the Skin – Architecture and the Senses, Chichester, Wiley -Academy, 2005).

Pardal, Sidónio: Costa, Planeamento do Território – Instrumentos para uma Análise Física. Lisboa: Livros Horizonte, 1988.

Perniola, Mário: Do Sentir. Lisboa: Editorial Presença, 1994 (trad. de Del Sentire, Torino, Giulio Einaudi Editore, 1991).

Ponty, Merleau: O Olho e o Espírito. Lisboa: Vega, 1992 (trad. de L´Oeil et l´Espirit, Paris, Editions Gallimard, s.d.).

Ponty, Merleau: Phenomenologie de la Perception. Paris: Gallimard, 1945.

Portas, Nuno: A Cidade como Arquitectura – apontamentos de método e crítica. Lisboa: Livros Horizonte, 2007 (1ª edição 1969).

Rasmussen, Steen Eiler: Arquitectura Vivenciada. São Paulo: Martins Editora, 2002 (trad. de Experiencing Architecture, Cambridge Massachusetts, MIT Press, 1964).

Rossi, Aldo: La Arquitectura de la Ciudad. Barcelona: Editorial Gustavo Gili, 1976 (trad. de L´Architettura della Città, Padua, Marsilio Editori, S.P.A., 1966).

Rudofsky, Bernard: Streets for People - A Primer for Americans, Garden City. New York: Doubleday & Company, Inc., 1969.

Publicado

2011-05-18

Cómo citar

do Nascimento e Oliveira, F. (2011). CHÃO DA CIDADE: PERMANÊNCIA E TRANSFORMAÇÃO. DE METÁFORA A IMPRESSÃO DIGITAL DA CIDADE / The city ground: permanence and transformation. From the metaphor to the digital imprinting of the city. Proyecto, Progreso, Arquitectura, (4), 138–151. https://doi.org/10.12795/ppa.2011.i4.09
Visualizaciones
  • Resumen 154
  • ARTÍCULO (Português (Brasil)) 91