Um comentário sobre o legado de Protágoras à filosofia ético-política de Aristóteles

Autores/as

  • Marisa Lopes

Palabras clave:

Protágoras, Aristóteles, Virtude, Cidade

Resumen

As concepções de virtude de Protágoras e de Aristóteles são, sem dúvida, diferentes. O primeiro a concebe como o exercício de certas qualidades morais indispensáveis à conquista ou manutenção do que é útil para si e àqueles que se dedicam aos assuntos da cidade. O segundo a concebe como uma disposição de caráter firme e imutável, condição para a realização da Eudaimonia do indivíduo e da cidade. Contudo, parece-nos que Protágoras e Aristóteles convergem num ponto: a subsistência da cidade não depende da atuação de um governante detentor da ciência do bom governo que dirige sua atuação política, mas de governantes e governados bem educados e virtuosos, condição para o bom exercício político. Meu objetivo, aqui, é indicar a familiaridade que existe nas concepções políticas de Protágoras e de Aristóteles quanto à finalidade da educação dos cidadãos como garantia da justiça na cidade.

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.

Métricas

Cargando métricas ...

Biografía del autor/a

Marisa Lopes

Universidade Federal de São Carlos (Brasil)

Descargas

Publicado

2020-11-12

Cómo citar

Lopes, M. (2020). Um comentário sobre o legado de Protágoras à filosofia ético-política de Aristóteles. Araucaria, 22(44). Recuperado a partir de https://revistascientificas.us.es/index.php/araucaria/article/view/12519

Número

Sección

Monográfico I
Visualizaciones
  • Resumen 192
  • PDF 94