La evolución y la emancipación política de Brasil: desde el Imperio hasta la actualidad democrática

Marco Aurélio Rodrigues da Cunha e Cruz

Resumen



Estados Unidos da América. Nova Iorque. Sede da Assembleia Geral das
Nações Unidas (ONU). 21 de Setembro de 2011. Século XXI. O primeiro ser
humano a discursar na abertura da 66ª referida reunião é uma mulher. E ela é
brasileira: Dilma Roussef, presidenta do Brasil. Faz um discurso independente,
arrojado e sensível. Defende uma reforma do Conselho de Segurança da ONU
para a inclusão de novos países, além de tomar partido no delicado tema do
reconhecimento do Estado da Palestina. Este emblemático dia talvez seja o
maior exemplo da relevância política internacional que a República Federativa
Brasileira alcançou ao largo da última década, com a conquista da sua jovem
democracia em 1988.

Palabras clave



Texto completo:

PDF

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


ISSN de la edición impresa: 1575-6823
ISSN digital: 2340-2199
Depósito legal: SE 235-2015
 Estadisticas anuales